Novidades
JURÍDICO
R$ 95,00
Livros que recomendamos
Ebooks que recomendamos
Criminologia - Juarez Cirino

A descrição das teorias ou dos modelos de controle social do crime em sociedades de classes sociais antagônicas deve ser orientada por uma estratégia política de libertação da população oprimida, mediante conceitos capazes de mostrar a vinculação ideológica do sistema de justiça criminal com as necessidades e exigências de expansão do capital. Este livro mostra as relações de poder político e econômico inerentes aos programas de controle social do Estado capitalista contemporâneo, em especial no período de dominação imperialista do capital financeiro internacional sobre os povos dependentes das áreas subdesenvolvidas do sistema econômico globalizado, capturados numa relação de desenvolvimento do subdesenvolvimento, com exclusão social, violência e morte. O livro fala por si mesmo: estruturado em 24 capítulos independentes, configura um curso completo de Criminologia - como mostra uma simples olhada no sumário -, mas escrito com a volúpia de um programa revolucionário.

A "Esquerda Punitiva" vinte e cinco anos depois

"Esquerda punitiva". A expressão ganhou tanta força que, hoje, tem vida própria. Parece seguro dizer, a propósito, que na história da criminologia crítica brasileira nenhum texto produziu tanto impacto cultural quanto a extraordinária síntese antipunitivista de Maria Lucia Karam. Publicado em 1996, seu precioso ensaio inscreveu o título de suas reflexões como interrogação fundamental em nosso campo de estudo. (...) Neste livro, passados vinte e cinco anos, a autora retoma seus célebres argumentos para não só renovar a crítica, mas também para elaborar um programa. Surge, assim, um revigorado manifesto, simultaneamente capaz de atualizar o diagnóstico do punitivismo do tempo presente, apontar para suas raízes menos exploradas e formular uma alternativa ética e política para as esquerdas democráticas

Feminismos Criminológicos - Fernanda Martins

Fernanda vai ao cerne da questão sobre quem são sujeitos de direito e sob que regime de verdade a vitimização opera como estrutura epistêmica. E se pergunta o que aconteceria se os gêneros fossem realmente tomados como categorias políticas (e não como mera marca de vitimização). A partir disso, que alternativas surgem para resistir à violência sem ceder ao poder punitivo? Apresentação - Verónica Gago Fernanda vem demonstrando que é necessário sair do "tradicional" para ir além das perspectivas já conhecidas, observando que muitas práticas vêm sendo criadas [...] e que já estão colocadas na esfera de construção política, conseguindo alcançar realmente outras alternativas para além do poder punitivo. Prefácio - Caroline Bispo